7 dicas para melhorar o desempenho do seu e-commerce

 

É preciso garantir uma experiência positiva para o cliente desde o primeiro momento

O e-commerce brasileiro registrou faturamento de R$ 161 bilhões em 2021, uma alta de 27% em relação a 2020. O resultado é recorde para o comércio online. Os dados são da Neotrust, empresa que monitora 85% do e-commerce brasileiro. Hoje em dia, estar presente no digital é quase uma obrigação, e ao mesmo tempo que há todo um universo de possibilidades, existem os erros. Como empreendedor e especialista em marketing digital, não só acompanhei como cometi minha cota de erros e por isso que criei essas dicas de e-commerce para novos empreendedores, para ajudar quem está começando ou precisa melhorar sua operação no e-commerce.

 

  • Experimente formatos

Para realmente ter sucesso, é preciso experimentar muito: criar anúncios para produtos diferentes, testar diferentes formatos e imagens. Este é um dos caminhos que acabará por atrair clientes e impulsionar as vendas. É claro que para isso, seu e-commerce deve estar em pleno funcionamento, com testes feitos, produtos e informações claras. Evite fazer suposições sobre seus clientes, toda frase que começa com “eu acho que…”, é meio caminho andado para errar. Esteja aberto a estar errado sobre o que realmente funciona – você não saberá a verdade até analisar os dados.

 

  • Otimize sua loja para palavras-chave de nicho

A maioria dos proprietários de e-commerce se concentra em táticas simples, como anúncios do Facebook ou Google ou marketing de influenciadores.  No entanto, uma das dicas de e-commerce mais importantes é que você também deve considerar uma estratégia de otimização de mecanismos de pesquisa, o famoso SEO. Se você planeja administrar sua loja online por vários anos, a otimização do mecanismo de pesquisa pode ajudá-lo a aumentar seu tráfego orgânico, pois é uma estratégia que fica cada vez melhor no longo prazo. Assim como a mídia programática, que se baseia em dados e entrega anúncios para o perfil certo, no momento oportuno.

 

  • Construa seus canais desde o primeiro dia

Assim que você comprar o nome de domínio da sua loja, comece a construir um público. Você pode começar com postagens nas mídias sociais para aumentar a base de fãs para que, ao lançar, tenha um público pronto para comprar. Depois que sua loja for lançada, você pode começar a coletar endereços de e-mail para criar uma estratégia de relacionamento via CRM e tentar criar tráfego de referência – métrica digital usada para nomear os visitantes que chegam a um site através do um link de um outro, como um blog de e-commerce, site com dicas de produtos, ou blog de outra empresa, marca, influenciador. Ao fazer isso desde o primeiro dia, você aumentará sua base de clientes mais rapidamente além de tornar sua loja mais relevante para os buscadores. Ao se concentrar na criação de sua mídia social, lista de e-mail e tráfego de referência, você provavelmente precisará gastar menos em anúncios a longo prazo. Você poderá promover seu conteúdo para seu público por meio de seus próprios canais.

 

  • Esteja em várias plataformas de mídia social

Quando se trata de mídia social, muitos e-commerces cometem o erro de estar apenas em uma plataforma. Por exemplo, alguns podem postar apenas no Instagram e concentrar seus esforços de marketing por meio de influenciadores. Outros estão exclusivamente no Facebook, pois acham que os anúncios funcionam muito bem em sua loja. Usar uma combinação de plataformas pode ser um pouco mais trabalhoso, mas oferece uma vantagem competitiva.

 

  • Crie anúncios desde o primeiro dia

Os anúncios trazem tráfego que se converte em clientes. Você precisará experimentar opções de anúncios diferentes para encontrar o vencedor, por isso, é preciso investir. Inicialmente pode ser difícil entender como funcionam os anúncios, então sinta-se à vontade para iniciar um orçamento menor e aumentar aos poucos. Lembre-se de pode levar de 3 a 5 dias para sentir os efeitos de um anúncio otimizado. Se você continuar reinvestindo seu lucro em publicidade, seu negócio crescerá de forma consistente. Leva algumas semanas para descobrir quais produtos serão seus mais vendidos e descobrir se o preço é sustentável para anúncios. No futuro, você vai ter uma métrica de retorno sobre investimento em publicidade, ROAS, tão consistente que vai conseguir prever qual o seu faturamento potencial de acordo com a verba de marketing de cada mês.

 

  • Aprenda a recuperar carrinhos abandonados

Experimente diferentes alternativas de remarketing para carrinhos abandonados. A mídia programática, por exemplo, pode funcionar tão bem quanto um e-mail marketing. Você não poderá recuperar todos os carrinhos, mas se você conseguir converter de 1 a 5% deles, terá valido a pena. O primeiro e-mail enviado pode ser enviado dentro de poucas horas após o abandono do carrinho para ajudar melhor na conversão e é possível, através da mídia programática, impactar com anúncios com criativos diferentes, e até criar um storytelling para trazer aquele cliente em potencial de volta.

 

  • Comercialize sua loja além dos anúncios

Há uma boa chance de que seus anúncios sejam um dos maiores geradores de dinheiro da sua loja. Mas você não quer se limitar a monetizar apenas via Facebook, Instagram ou Google. Aproveite o tempo para direcionar o tráfego para o seu e-commerce por meio da otimização do mecanismo de pesquisa, mídia programática, criando conteúdo, sendo ativo nas mídias sociais,e-mail marketing e muito mais. O marketing digital vai muito além de apenas criar anúncios. Construa sua base de dados e analise o que funciona melhor.

 

Bruno Campos de Oliveira é CMO da ADSPLAY Mídia Programática. É formado em Marketing pela USP e há mais de dez anos trabalha com planejamento estratégico, campanhas de marketing digital, mídia de performance, e-commerce, aplicativos, além de atuar na criação de novos produtos e tecnologias para empresas do Brasil e do exterior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *