Black Friday: vendas online continuam ganhando espaço no varejo

 

Especialista em marketing digital explica como usar a tecnologia a favor das empresas

Mesmo com o relaxamento das restrições para o comércio físico, os representantes do setor avaliam que o comércio eletrônico registrará um saldo positivo nesta Black Friday, que será favorecida tanto pelo aumento do número de lojas virtuais como também pela contínua entrada de novos consumidores. A data tradicional de ofertas do varejo acontece no dia 26 de novembro.

Dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), mostram que as vendas online já correspondem a mais de 11% do setor varejista no país e a projeção é que a participação atingirá neste mês de novembro a marca recorde de 18,7% das vendas totais do comércio no Brasil.

De acordo com André Patrocinio, cofundador e CEO da Etus, o evento, ansiosamente aguardado por muitas pessoas, é uma excelente oportunidade para alavancar as vendas, conquistar novos clientes e prosperar no mercado, principalmente com o crescimento e popularização do comércio eletrônico nos últimos anos. “Com a crescente adesão dentre empreendedores, o momento é excelente para aperfeiçoar a jornada de compra dos consumidores, proporcionando uma experiência rica e, consequentemente, os fidelizando à marca”, explica.

Patrocinio destaca que a pandemia forçou todo o mercado a se adaptar, aproximar de seus clientes, explorar canais digitais e melhorar a comunicação. A praticidade e alcance, das redes sociais se tornaram a porta de entrada para muitos negócios no meio digital. “Há espaço para realizar vendas pelas redes sociais porque as pessoas gastam cada vez mais tempo nesses canais e já estão incorporando-os como parte da experiência de compras online”.

André ressalta que essa mudança de consumo criou uma vantagem competitiva para as empresas que disponibilizaram canais digitais e que possuem maior presença em mídias sociais”, esclarece.

Segundo o especialista em marketing digital, existem alguns pontos que podem ajudar as empresas a ganharem mais relevância durante este período tão competitivo. “O primeiro ponto é ter foco no consumidor, na boa experiência e no atendimento humanizado. É preciso criar conexões. Também é essencial tirar proveito dos canais já utilizados pelos clientes, como o WhatsApp, Facebook, Instagram, entre outros).

“Vale destacar que outro ponto muito importante é utilizar soluções tecnológicas para disparo de conteúdos relevantes e também para melhora da performance e direcionamento para canais de dúvidas e vendas”, diz.

Eventos de marketing digital trazem diversas estratégias e insights para despertar o desejo dos clientes

O cofundador e CEO da Etus, plataforma de gerenciamento de redes sociais, orienta que quem deseja alcançar excelentes resultados precisa se capacitar para aproveitar todas as oportunidades do momento, transformando a sua forma de enxergar em novas possibilidades. “Recentemente realizamos a 6ª edição do Etus Talks, e na ocasião, reunimos especialistas em dois painéis e duas palestras para mostrar caminhos possíveis para que a Black Friday 2021 seja sinônimo de muitas vendas. Foi uma imersão incrível”, diz.

Sobre a Etus

Uma agência de marketing digital, dois sócios e uma solução que resolveria um problema interno e posteriormente, melhoraria os processos de várias outras agências. Há 6 anos, os sócios André Patrocinio e Márcio Niasa perceberam a necessidade de otimizar os processos com bom monitoramento. Desenvolveram então um sistema próprio que substituiria várias plataformas, concentrando todas as ferramentas em uma só.

Do uso interno, a Etus cresceu de modo espontâneo. “Conforme íamos utilizando a ferramenta na nossa agência, percebíamos como aquele sistema tinha potencial para resolver as dores e necessidades de outras pessoas. Ao longo de 4 meses usamos internamente, testamos, aperfeiçoamos e quando resolvemos oferecer para o mercado tivemos 100 vendas no primeiro dia”, conta André Patrocínio.

A Etus teve um crescimento exponencial em todo território nacional. Na contramão das empresas de tecnologia, a startup decidiu fincar raízes na cidade onde nasceu, apesar das oportunidades e dos convites para levar a sede para capitais como São Paulo e Florianópolis, consideradas polos de tecnologia.

No ano de 2020 a Etus foi comprada pela Locaweb, líder em serviços digitais no Brasil para empresas de pequeno e médio porte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *