Modelo de empreendimento residencial multifamily é tendência no Brasil

 

Pesquisa revela que 55% já investem nesse segmento, que tem a Housi como um dos grandes players

 

Bastante popular nos Estados Unidos, o modelo de empreendimento residencial multifamily vem crescendo no Brasil. É o que revela a pesquisa recente produzida no primeiro trimestre de 2021 pela CBRE Brasil, referência mundial na prestação de serviços comerciais e investimento para o setor imobiliário. O levantamento aponta que 55% dos entrevistados já investem no mercado de multifamily e que mais de 70% pretendem investir neste setor nos próximos três anos. O estudo ainda mostra que o perfil desse público investidor é composto por pessoas de renda mais elevada. E a Housi, primeira plataforma de moradia por assinatura do mundo, é uma das pioneiras no mercado imobiliário brasileiro a apostar neste segmento.

Conceitualmente, multifamily trata-se de uma estrutura de habitação na qual todos os moradores são apenas locatários. Ou seja, em um edifício, todos os apartamentos pertencem a uma única empresa, responsável por oferecer serviços e infraestrutura para otimização e melhor praticidade do espaço residencial. A Housi funciona como uma plataforma de gestão para o público investidor. E, geralmente, também participa do processo de concepção das áreas comuns do empreendimento.

De acordo com o CEO da Housi, Alexandre Frankel, o investimento Real Estate no Brasil deverá crescer em função da nova realidade criada pela pandemia. Com o baixo rendimento de outras modalidades de investimento e o caráter volátil do mercado financeiro, aportar recursos em imóveis é um jeito seguro e rentável de enfrentar a crise, já que o setor de multifamily oferece retornos bastante atrativos.

“Os ativos imobiliários são muito desejados, pois geram renda passiva para o investidor e maior segurança. Em vez de ter 2% no CDI do banco ou um baixo retorno em CDBs, na Housi, é possível ter uma renda média de 12% ao ano. No Brasil ainda há poucos players, estamos mais uma vez à frente no mercado”, afirma Frankel.

 

Modelo norte-americano inspirou criação da startup

Ao desenvolver os próprios projetos, a Housi quer atrair a atenção de investidores, principalmente institucionais, como grandes fundos e corporações nacionais e internacionais. As flagships da Housi, como são chamados os empreendimentos-conceito da empresa, proporcionam uma verdadeira experiência em todos os serviços: têm localização estratégica, imóveis mobiliados e agregam diversos serviços e facilidades, como Netflix, Spotify, personal trainer, lavanderia e limpeza. As unidades também já vêm equipadas com enxoval de cama e banho e até taças e talheres.  O processo é 100% digital.

O modelo norte-americano de multifamily foi umas das inspirações para Alexandre Frankel criar a Housi. “É uma indústria que existe há mais de 100 anos nos Estados Unidos e ainda tem um perfil muito analógico. Aqui, pulamos para um negócio completamente digital, essa é a principal diferença. Nosso processo é todo online. Temos a inovação e a tecnologia a nosso favor, sem entraves burocráticos ou qualquer outro tipo de complicação”, explica.

 

Sobre a Housi

A Housi é uma plataforma de serviços de moradia por assinatura planejada com o conceito on demand, que traz uma visão disruptiva ao mercado, integrando serviços, proporcionando experiências e vivência em comunidade. A empresa oferece locação de apartamentos de forma profissional e totalmente digital, simples, sem burocracia e tempo pré-determinado para a moradia. Com pagamento online, atendimento 24 horas por dia, sete dias por semana e um ecossistema de parceiros que oferecem serviços exclusivos aos seus clientes. Para os investidores imobiliários, a Housi é uma alternativa ao modelo tradicional de gestão de locação, pois oferece uma gestão patrimonial mais eficiente, proporcionando mais rentabilidade e tranquilidade. Para Incorporadores funciona como uma bandeira Residencial para acelerar as vendas dos empreendimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *