Coworking compartilhado é tendência nas cidades inteligentes e condomínios da Planet Smart City no Brasil

Espaço colaborativo de trabalho vem ganhando força nas áreas comuns

 

Após um ano marcado pelo trabalho remoto, incorporadoras detectaram a necessidade de incluir em seus projetos um espaço de coworking para que seus moradores, mesmo à distância, consigam exercer suas funções profissionais em um ambiente com infraestrutura e internet de alta qualidade onde seja possível trabalhar e até realizar reuniões particulares.

De acordo com Susanna MarchionniCEO da Planet Smart City no Brasil, antes tido como ocasional, o trabalho remoto passou a ser um modelo adotado de forma mais ampla e as incorporadoras precisam repaginar seus projetos para atender essa demanda de mercado que veio à tona na quarentena. “Como uma brasileira de coração, sou apaixonada pelo olho no olho e pela troca de energia que só a presença das pessoas nos proporciona. Por outro lado, entendo que as relações de trabalho mudaram e a criação de um coworking em nossos projetos chegou para consolidar uma tendência futura, que já é realidade em muitas empresas, o trabalho remoto e o modelo híbrido, onde os profissionais conseguem cumprir suas funções de qualquer lugar desde que tenham um computador e internet de qualidade”, explica a CEO.

Os projetos de São Paulo, Ceará e Rio Grande do Norte que incluem cidades inteligentes inclusivas e condomínios já estão preparados para atender essa demanda. A estrutura foi pensada para que o morador não tenha a preocupação em adaptar um cômodo dentro de casa para trabalhar. A equipe interna ainda garante a higienização e cumprimento dos protocolos de segurança para que o ambiente seja ainda mais agradável e seguro.

Com a popularização dessa forma de trabalhar, a busca por casas longe de grandes aglomerações também cresceu, já que não há necessidade de se deslocar diariamente. “A primeira coisa que o nosso morador observa é a qualidade de vida que ele pode ter mudando para um dos nossos projetos, que prioriza tecnologias que vão facilitar a vida, espaços arborizados e a economia compartilhada que veio para deixar a rotina mais afetiva com bicicletas compartilhadas para o deslocamento e espaços públicos com academia ao ar livre para a prática de atividades físicas”, conclui Susanna.

O espaço coworking funciona das 8h às 18h, sendo aberto aos moradores e ao público em geral, inclusive nos finais de semana.

Sobre a Planet Smart City:

A empresa proptech Planet Smart City projeta e constrói cidades e bairros inteligentes inclusivos, que fornecem mais do que apenas residências. Com presença global no mercado imobiliário a preços acessíveis, tanto em mercados emergentes quanto nos desenvolvidos, a Planet melhora a qualidade de vida de seus moradores, aplicando sua experiência em integração de soluções inteligentes, tecnologias digitais, serviços e inovação social. Seus bairros inteligentes, sustentáveis e socialmente inclusivos são apoiados pelos serviços do Planet App, uma plataforma digital própria que permite que os moradores interajam entre si e com o bairro ao seu redor.

O grupo fundado em 2015 pelos especialistas imobiliários italianos Giovanni Savio e Susanna Marchionni é líder global em Cidades Inteligentes Inclusivas, e tem sede em Londres, com escritórios na Itália, Brasil, Reino Unido e India. A Planet está executando um ambicioso plano de expansão, que inclui o lançamento de 30 projetos no mundo até 2023.

A proposta única da Planet se tornou realidade no Brasil, onde estão sendo construídos projetos horizontais – Smart City Laguna (CE), Smart City Natal (RN), Smart City Aquiraz (CE) – e verticais na cidade de São Paulo, com mais de 2.500 apartamentos com o parceiro local InLoop com a marca Viva!Smart.

Mais informações em: www.planetsmartcity.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *